ARTE EM CERÂMICA. TRABALHOS EM ARGILA, ESMALTAÇÃO... E OUTROS ASSUNTOS

Quem sou eu

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Primavera - JOSÉ MIGUEL WISNIK

2 comentários:

Ricardo disse...

Como todas as coisas que urgem, a poesia é uma que urge mais, urge sempre que nos desconectamos do ser e tem poder de trazer o ser pra nós, de volta do mundo cão. José Miguel Wisnik, não compõe pra entregar nada, compõe pra integrar tudo e trazer algo indescritível.
Assim percebi seus vinhos no ultimo Naturebas, rodei, rodei e voltei com o paladar sedento pela simplicidade complexa daquele "Moscato Antigo", que não foi feito para entregar nada, mas integrou e cristalizou (parto dali!), minha concepção do que deve ser poesia vinificada.
Difícil descrever a vontade de conhecer melhor esse trabalho, e de vivenciar a possibilidade de também vinificar, um dia, no momento apenas uma sombra poética, que está se achagando.
Fiz esse comentário, porque acho inconcebível uma postagem tão generosa não dispor ao menos de algumas palavras retornando o que recebe.
Parabéns!

Lizete Vicari disse...

Ricardo, adorei o teu comentário tantos anos depois desta postagem! É quase primavera novamente e acho esta música maravilhosa. Nunca mais tinha entrado no Blog, obrigada! Bj!

Seguidores

Today´s Flowers

Photobucket

Arquivo do blog

Premio DARDOS

Premio DARDOS
Recebido do Varal de Idéias